Pedro Dias da Silva/José Janela apontam a uma vitória com a sua Ford Ranger EXR 05

Após o 3º lugar alcançado no final da anterior prova do Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno (CPTT) que catapultou Pedro Dias da Silva para o 2º lugar no ranking de Pilotos e José Janela para líder provisório dos Navegadores, estão bem definidos os objectivos para a próxima jornada, a Baja TT Capital dos Vinhos de Portugal, que se corre já este fim-de-semana: uma vitória!

 

Apostando na cuidada preparação da sua Ford Ranger EXR 05, uma das máquinas mais espectaculares do plantel do presente ano, e na inerente crescente fiabilidade, mais as notas cantadas pelo seu experiente navegador José Janela, o piloto de Tomar pretende alcançar em Reguengos a primeira vitória do ano da equipa PRK Sport. “Estamos cientes do plantel que disputa o CPTT mas também acreditamos na validade do nosso conjunto e dos mecânicos da equipa, pelo que os nossos objectivos são verdadeiramente válidos”, começou por referir. “Contamos com uma bem preparada Ford Ranger EXR 05, sendo que depois do 4º lugar alcançado na Baja TT do Pinhal e do 3º em Loulé, naquele que foi o nosso primeiro pódio do presente ano, queremos subir os degraus que faltam, eventualmente dois, para que possamos assegurar uma vitória”.

 

Pela frente, a dupla Pedro Dias da Silva/José Janela tem, nesta 3ª jornada do CPTT 2019, disputada em Reguengos, um percurso total de 369,03 km. Após a partida simbólica de 6ªF (24 Maio), a competição inicia-se pelas 10h50 de Sábado, com um Prólogo de 7,56 Km, seguindo-se o primeiro de 2 Sectores Selectivos idênticos, com 151,82 km de extensão cada, um a partir das 16h30 de sábado e o segundo a partir das 10h45 de domingo, numa baja que terminará ao início da tarde naquela localidade.

 

Fruto das actuais condições climatéricas, sendo expectável tempo quente na região, antevê-se uma prova difícil. Pedro Dias da Silva faz, assim, a antevisão do que se poderá esperar desta baja: “De regresso de Loulé, a nossa Ford Ranger EXR 05 foi, de imediato, alvo de uma intervenção da nossa equipa técnica, processo que nos permitirá abordar esta exigente baja alentejana, conhecida pelas suas particularidades, com as naturais cautelas iniciais, mas também cientes das suas capacidades em mau piso. Estamos pronto para esta terceira batalha da temporada!