Eni Foundation apoia serviços de queimados no Cairo

A Eni Foundation assinou um Memorando de Entendimento com o Ministério da Saúde e População do Egito para apoiar o governo egípcio na implementação de sua política de expansão e fortalecimento dos serviços de assistência a queimados no Cairo, em particular para os pacientes pediátricos.

Os quatro principais componentes do projeto são:

  •     O estabelecimento de uma unidade de terapia intensiva pediátrica dedicada (UTIP);
  •     O desenvolvimento da perícia do pessoal de saúde e a assistência técnica para iniciar o serviço;
  •     Apoio ao desenvolvimento do sistema de referência e gestão da rede de serviços de emergência pediátrica;
  •     Sensibilização ao nível da comunidade sobre a prevenção de queimaduras ao nível do agregado familiar;


Em particular, o Ministério da Saúde e População selecionou o hospital público Al Haram de Gizé como a instituição beneficiária do projeto e as seguintes linhas de atividade foram acordadas:

  •     O primeiro andar da nova ala hospitalar será redesenhado e renovado de acordo com padrões nacionais e internacionais de alta qualidade em termos de infraestrutura e sistemas;
  •     Os equipamentos, ferramentas e móveis médicos necessários serão fornecidos e instalados para todos os serviços selecionados em conjunto;



A Eni Foundation usará a experiência das instituições italianas de excelência no tratamento de queimaduras para treinamento de pessoal médico e paramédico egípcio, tanto no Cairo como no exterior, e para fornecer assistência de segunda opinião com o uso da telemedicina.

 O projeto também considera o suporte para:

  •     O desenvolvimento da rede nacional de serviços de referência pediátrica para o tratamento de queimaduras através da elaboração de diretrizes e atividades de treinamento;
  •     A implementação de campanhas de prevenção de acidentes por meio de informação, educação e comunicação para a população;


A Eni Foundation garantirá o fornecimento de bens e serviços necessários identificados conjuntamente, tais como: obras civis relevantes, equipamento médico, mobiliário hospitalar e assistência técnica necessária, de acordo com as suas regras internas.

A Eni Foundation, de acordo com o ministério, também assegurará a coordenação geral com todas as entidades envolvidas na implementação do projeto. O projeto prevê um custo total de 4.500.000 euros.